Páginas

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Horário de verão indo e fusão nuclear vindo

E..."here comes the sun”,  é ótimo acordar e ver o sol já bem alto no céu, invadindo meu quarto, e quando olho as horas ainda tenho tempo para ficar na cama ainda uns 40 minutos.
Já a quase uma semana do fim do horário de verão acordar de manhã é maravilhoso!
Por falar em horário de verão a previsão de economia para o país seria em torno de R$ 400 milhões, mas li se este valor foi confirmado ou não.
Engraçado é que com as inconstâncias de chuva, já há boatos que poderemos ter um acréscimo de 20% nas tarifas de energia elétrica, estou com preguiça de detalhar então para ler clique aqui , além da notícia que haverá cortes de 44 bilhões no orçamento de 2014. Lindo não?

Mas como um bom aquariano, você aquariano também sabe disto temos esperanças em almas iluminadas como em um artigo publicado dia 12 de fevereiro em que pesquisadores anunciaram ter produzido fusão nuclear.
Mas que diabos é fusão nuclear?
A fusão nuclear usa o elemento mais abundante no universo que é o hidrogênio que no final é produzido hélio. Os pesquisadores basearam-se no mesmo processo que acontece com uma bomba nuclear. Onde átomos de hidrogênio são comprimidos e acabam se fundindo, produzindo hélio e liberando muita, muita energia, mais ou menos como aprendemos no diagrama de Linus Pauling lembra? Não lembra? Então tá.
O hidrogênio é comprimido a uma proporção equivalente a comprimir uma bola de basquete ao tamanho de uma azeitona. Com tanta pressão eles não conseguem evitar a repulsão elétrica e acabam se fundindo, disse fundindo ok? Então são produzidas partículas alfa que são núcleos de átomos de hélio, que por sua vez aquecem mais o combustível e originam mais reações. Todo o procedimento ainda precisa de uns ajustes aqui e ali, como por exemplo, dos 500 trilhões de watts injetados, só uma fração acaba sendo efetivamente usada para iniciar a fusão, a energia retornada é maior que a usada, mas ainda não chega nos 500 trilhões iniciais.
Parafraseando o professor Omar A. Hurricane que é um dos pesquisadores da National Ignition Facility,  laboratório onde foram investidos mais de 3 bilhões de dólares, “é um avanço pequeno, mas um avanço importante, ainda assim, há um longo caminho antes da energia nuclear de fusão se tornar uma realidade, mas os modelos teóricos sugerem uma realidade próxima.
Vamos cruzar os dedos para que esta realidade seja rápida, para não ficarmos boiando nas notícias e/ou pagarmos mais caros tarifas, impostos etc, dum bando de asnos para não falar outra coisa que ao invés de investir em pesquisa, “depositam” prevendo a aposentadoria em Cuba, enquanto, enquanto, enquanto sei lá... tomamos no Cuba. 


Fonte: Hypescience.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails