Páginas

terça-feira, 18 de junho de 2013

Maria vai com as outras



Um tal Schopenhauer disse “não somos guiados pela nossa necessidade, mas pela necessidade da nossa espécie”. Se por um lado isto ecoa como se nos importássemos com o coletivo, por outro lado ecoa que esquecemos nossas vontades e viramos as Marias vai com as outras.

A nova onda são as manifestações – já que o harlem shake acabou – que alguns vão sem nem saber do motivo para tal. É engraçado a facilidade que temos de meter a lenha sem saber um tiquim do que se trata.
Na época do “movimento dos caras pintadas” a imprensa balangava beiço falando que foi uma vitória da sociedade. Hãn? Sociedade ou da Globo que não se tornou majoritária conforme o acordo que dizem que haviam feito com o presidente policromático? Da sociedade ou da elite que tiveram seus bens confiscados, pois no início da manifestação os jovens eram filinhos de papai depois que surgiram as Marias.
O SUS. Um bando de bestas – sim bestas – criticam o sistema sem ao menos entender como funciona, acham que é bonito criticar o SUS. Pra começar ele é apolítico (se você não entende nada de latim, pare de ler), surgiu contra os planos privados, abrange não apenas doenças, mas também a prevenção delas. Aí surgem as bestas que dizem não precisarem do SUS, e o combate a dengue e outros agentes transmissores, monitoramento da qualidade da água, etc?
A Petrobrás. Criaturas de pouca fé, não adianta ficar sem colocar 10 contos de gasosa no carro que isto não vai quebrar a Petrobrás. Ela já tá quebraba, temos que colocar em nossas cabeças que não somos autossustentáveis em petróleo porque nosso petróleo não é de boa qualidade, ele se torna bebível para o carro fora do país. Recentemente que foi encontrado em Santos um petróleo com qualidade melhor, mesmo assim não é o ideal. E nisto o governo fica só incentivando a vender cada vez mais carros...
Renan Calheiros, o cabra foi detonado por muitos na internet.  Sim, talvez ele tenha realmente cagado o mandiocal todo agora, mas será quantos sabem que ele filiou-se ao partido de oposição ao Regime Militar, nesta época o país ainda vivia sob a ditadura, defendeu o parlamentarismo e a regulamentação do direito de greve, inclusive do funcionário público, etc?
E CADÊ O PESSOAL DOS DIREITOS HUMANOS? Se fossem bandidos já tava cheio do pessoal dos direitos humanos para defender os coitadim. Pois a polícia armada ataca o povo com bombas de gás lacrimogênio, spray de pimenta e balas de borracha. Povo este às vezes armado no máximo com um coquetelzinho molotov. Concordo que não podem vandalizar, depredação não é a saída como também não saberia qual a melhor alternativa.
Não são apenas as questões de valores de tarifas do transporte público, existe algo muito mais podre aqui que no reino da Dinamarca, tem peixe grande nisto, PT, PSDB... Plínio Arruda, Plínio Arruda no meio dos manifestantes não é à toa, senti orgulho em ter votado no cara.
Concordo que tem que manifestar, mas em até que ponto um determinado assunto nos afeta e o que originou tal fato, ao invés de sairmos com cara de palhaço – desta vez com maquiagem - pelas ruas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails