Páginas

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Arte, Música,Política, Brasil e Disney

A Déa me enviou por email, segundo consta foi criado nos anos 50, inteiramente feito a mão, atendendo uma solicitação do governo americano que visava uma política de aproximação com o  Brasil.
Bons tempos em que os desenhos eram puros, feitos com o coração, mesmo que estes estivessem interesses embutidos.

Sucumbi-me ir-racionalmente


Lembro perfeitamente a antipatia que tive de um amigo de infância nos meus áureos sete anos, em que após eu ouvir ‘Rock round the clock’ bem alto e sair pra rua, ele me disse “tem cachorros brigando em sua casa? Uau, uau, uau, uau, uau, uau, uau”, latindo no mesmo ritmo da música. Torci a cara pro peste.
Isto foi mais ou menos na mesma época em que o RPM explodia com seu bolachão ao vivo que eu também ouvia, e começava a conhecer e tentar entender um tal de Raulzito.
Inesquecível também duas professoras que me incentivaram, juntamente com mais quatro piolhentos – antigamente era normal piolho nas escolas – a formar uma bandinha e tocar nos auditórios corriqueiros na escola, rolava Paralamas do Sucesso, Kid Vinil e Titãs.

terça-feira, 12 de abril de 2011

ACS, Oswaldo Cruz e Cristo

Hipócrates negando presentes por seus serviços médicos

Se bubiá ainda tem gente que acredita que as doenças são causas espirituais - salvo a religião espírita - como acreditavam as sociedades antigas. Estas doenças podiam ser um desejo negativo de outra pessoa (zói gordo), espírito maligno, bruxaria ou intervenção divina para o bem ou para o mal, e quando alguém ficava dodói recorriam ao Shaman – não a banda ruim que dói de heavy metal – o Shaman que me refiro era um curandeiro, mago, adivinho, que intermediava entre o lado de lá (espiritual) e o lado de cá (material). Aí entravam em cena feitiços, encantamentos, amuletos etc, para afastar ou amenizar os demônios responsáveis pela doença. Não é raridade vermos charlatões usando os mesmo truquezinhos baratos usando bugigangas com poder de cura ainda hoje. Alguém já viu a toalhinha num certo canal de TV?
Já os egípcios eram mais radicais, quando o capeta do demônio não saia do corpo do paciente eles abriam lhe o crânio, aí saia eu acho.
Related Posts with Thumbnails