Páginas

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Brincando de ser Deus


Depois de ter voltado das férias e não ter entrado no ritmo do serviço, vejo uns professores no finzinho do ano letivo cansados, desiludidos, frustrados, humilhados, etc.
Alguns me disseram que hoje existe o Conselho de Classe. Apesar da intelectualidade do nome, nada mais é do que escolher quais alunos irão se ferrar ou não.
E onde entram os professores frustrados que comentei?

Imagine tentar ensinar pra ignorantes que não querem nada com a vida, não dão a mínima para o professor que quase faz acrobacias na frente da turma pra chamar a atenção de todos, e uns engraçadinhos que fazem o contrário. Então, o bendito professor sonha com o momento de elaborar aquela avaliação de arrebentar, de corrigir cada ponto, cada vírgula, avaliando cada movimento e pensamento pra detonar os empestiados, então...
O Conselho de Classe se reúne e decide quem vai passar ou não. Então no momento de fazer alguns passarem o natal e ano novo preocupados por terem ficado de final. Vem a notícia que eles devem passar. POMBAS!
Independente da vingança intra disciplinar, um estrume que aporrinhou por um bom tempo, ficar rindo da cara do professor?
Salve nossos métodos educacionais de classificação!
Salve a decisão de empurrar um aluno sem condições para a série seguinte.
Salve o desrespeito com o colega professor de como foi o método de avaliação aplicado por ele.
Depois; ainda querem que os professores sintam orgulho do que fazem, não façam greve, etc.

2 comentários:

  1. conversando com uma aluna durante a ornamentação de mais uma festa de conclusão de turma ano passado. A mesma expressou o quão frustrada estava. Elogiei sua eloquencia em falar, seu posicionamente diante dos amigos de classe. a mesma relatou que seu conhecimento se deve aos livros que leu, as pesquisas que fez e sua persepção em entender a dimensão extra classe. Disse que nem com professores conseguia conversar. Refleco de quê?

    ResponderExcluir
  2. Quem sabe o Pato Fu em uma de suas músicas - Estudar Pra que? - não esteja certo?
    E francamente não cheguei a pensar no lado dos alunos. Realmente os que estudaram pra valer, devem se sentir frustrados sim, pois talvez não entendem que o esforço poderá valer a pena no futuro.
    Penso mais nos professores, que toleram alunos medíocres o ano todo, e depois ainda são "obrigados" a aprová-los.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails