Páginas

domingo, 6 de novembro de 2011

Espero me surpreender

Os Pinguins de Madagascar -Nickelodeon Animation Studios

“Me surpreenda Rico”
Então Rico vomita um artefato de ferro em direção a uma esmagadora de peças refugadas, na qual eles também seriam esmagados.
Estou me referindo a um dos episódios do desenho “Os Pingüins de Madagascar” que é exibido durante a semana no horário em que almoço. Da nova safra de desenhos exibidos em canal aberto, este é o que na minha opinião salva a pátria, e o que mais me chamou a atenção é popularização da ciência apresentada nele, que vai desde jargões,  expressões matemáticas a experimentos em diversas áreas. Talvez pelo fato de não poder assistir todos os desenhos exibidos, tenho o direito de dizer que antes a quantidade de desenhos que divulgavam a ciência de várias maneiras eram infinitamente superiores que hoje.
Não tão engraçado como o desenho, mas com uma notícia promissora, vi no canal TV Senado que o governo está com o projeto Ciência Sem Fronteiras, que já conta com mais de 07 mil inscritos no qual visa dar bolsas (algo em torno de 80 mil bolsas) para estudantes que se interessam no ramo científico – não basta achar o nome cientista bonito tá? – estudarem fora do país em busca de novos e atuais conhecimentos, onde estes aplicariam o que aprenderam em terra tupiniquim quando retornassem.
Enquanto dum lado tem o Bolsa Fique/Continue Vagabundo, Vagabundo! Onde o subsidio é o aumento dos impostos para tratar dos bolsistas, esta nova aposta para formar pesquisadores é muito válida!
Lembrando que é de suma importância a contínua disseminação da ciência, e professores interessados e capacitados ao ponto de serem vistos como referência.

2 comentários:

  1. amor isto enquanto os outros países pagam para importar profissionais, o Brasil paga para exportar vagabundos?

    ResponderExcluir
  2. Seja esperançoso também e acredite que um dia chegaremos lá...

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails