Páginas

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Gigawatt e bunda de vagalume

Pedi pra Gnomos, Manda Chuva, os colaboradores do blog, pro Cara Lá De Cima, Preto Velho, Tink Wink – bonequinho do Teletubbies – e pra mais um monte de entidades e personagens que eu acredito ou desconfio pra que eu não ficasse de Cálculo III. Deu certo. Então tá aí um dos motivos que andei sumido (mas não levei uma sumida grande tá bom?).
E por falar em cálculo, assisti a uma palestra na faculdade que um sujeito de renome dizia que o um dos parâmetros em que se avalia o desenvolvimento de um país é seu consumo per capita de energia. Salvo engano, um país é considerado desenvolvido se seu gasto for algo na casa dos 05 mil quilowatts, mas não tenho certeza da informação porque estava distraído no momento.
O engraçado é que mais ou menos no mesmo período vi uma noticia que o consumo energético da China tinha superado o dos Estados Unidos no ano de 2010. Os chineses aumentaram o consume de energia em 11,2%, transformando em o maior consumidor do mundo.
Se usarmos um pouco nossos neurônios entenderemos o porquê o Brasil injeta tanta grana em programas como Luz Para Todos e outros, na verdade não estão preocupados se os vagalumes continuarão ou não iluminando porteiras, pinguelas, trilhos ou mata-burros. Querem é melhor a posição no ranking de desenvolvimento. Isto explica o motivo no desdém a incentivar a sustentabilidade, e todos os métodos alternativos possíveis de geração de energia possível. Os cabeçudos querem é ficar bunito na fita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails