Páginas

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Assopros mortais, calientes e informativos

Juro que não sou mal e adoro animais, tanto é que veja quais são os colaboradores do blog e adivinhe onde eles moram.
Mas a notícia que uma mulher teria matado um gato com um sopro em sua face -  confira a matéria aqui - após ter fumado heroína achei engraçado, o bichinho morreu de overdose. Isto é humor negro eu sei, mas achei engraçado. (rs).
Neste embalo de assoprar vai uma pergunta. Porque assopramos nossas mãos no inverno para esquentá-las e no verão assopramos para refrescá-las?
É o seguinte, é que o ar é um péssimo condutor de calor - não vamos aprofundar nos conceitos térmicos de calor -, como também é um péssimo condutor sonoro.
Então se assoprarmos nossas mãos perto da boca vai esquentá-las, pois o ar dentro do nosso corpo é quente, mas se afastarmos nossas mãos e assoprarmos, o ar se esfriará, porque não vai se conservar quente por muito tempo. Sem dúvidas, a natureza é extraordinária, já imaginou massas enormes de calor e frio invadindo nossas casas alternadamente em todos os instantes, que desgraça seria?
Como disse o ar também não é um bom condutor sonoro, a propagação do som por ele não é lá essas coisas não. Isto explica porque alguns estúdios dentre outros locais que precisam de isolamento acústico são revestidos com isopor. Tal princípio também se aplica àquelas marmitas que possuem isopor ao seu redor, e as tradicionais caixas de isopor que usamos em pra conservar a temperatura do que quisermos.
Pelo que vejo a muié com o sopro assassino não sabe que esta regra não vale para odores, pois se valesse, não sentiríamos alguns odores desagradáveis de fontes antropogênicas ou não, no entanto, teriam que criar outro alerta de pra substituir o mal cheiro do gás quando está escapando das válvulas do fogão, pois aquele cheirinho chato é pra nos alertar o perigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails