Páginas

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Kit Gay

Enquanto o vagalume usa o rabo como um farol iluminando noites escuras, o escorpião para se defender, o pavão para encantar, algumas cantoras para mostrar seu lado culto, o Ministério da Educação representado pelo senhor Haddad quer apenas tirar o dele da reta. Primeiro vamos entender o significado básico da palavra kit.
Kit, conforme alguns sites é um conjunto, mochila, estojo etc.
Já foi dito aqui sobre outro kit que foi vendido certo tempo atrás, para quem estava com medo de morrer.
E ontem enquanto vagava pelos canais da TV, vi o senhor Ministro da Educação Fernando Haddad, fugir do pau, dizendo que o tal material (três vídeos e quatro cartilhas), produzidos para ser distribuído em escolas públicas para alunos da faixa etária de 07 a 12 anos, com o objetivo de tentar diminuir o preconceito contra homossexuais não foi produzido pelo MEC.
Segundo Haddad, o MEC não viu, o MEC não sabe, o MEC não fez. E “todo o material do MEC está em domínio público, qualquer pessoa pode fazer o download pelo site do ministério”. Estas declarações de Haddad foram feitas depois de se reunir com parlamentares da bancada evangélica e católica da Câmara dos Deputados. Acho engraçado um material ser vinculado a um site do governo e ele e os técnicos responsáveis não sabem de onde veio o mesmo. Será geração espontânea segundo a teoria de Spallanzani?
O ministro também disse que o kit ainda não foi distribuído e deve passar por uma aprovação de uma comissão, antes de ser entregue às escolas, e que o mesmo será produzido por uma empresa terceirizada.
A Frente Parlamentar Evangélica protestou contra o kit, o deputado Anthony Garotinho e seus deputados seguidores estão com pirraça e disse ao governo que a bancada não vai votar enquanto o kit não for cancelado. Estes garotos, tsc!!! Já Magno Malta (PR-ES), disse que as escolas estão criando escolas preparatórias de homossexuais.
Já Bolsonaro, bem... Imagino que ele deve ter uma pendência de infância que foi mal resolvida, ou aquele troglodita que era do exército no filme Beleza Americana foi inspirado nele. Em entrevista, Bolsonaro disse algo parecido “que se o Joãozinho ou o Pedrinho ver um kit assim, pode chegar em casa e dizer a seus pais que vai namorar com outro menino do mesmo sexo”. Assista a outro vídeo e veja o momento em que ele diz que este kit é mais escandaloso que a corrupção existente.
Vamos por parte; primeiro o Ministério da Educação “deu pra trás” com medinho dos católicos e evangélicos.
Em segundo, tentando consertar porque amarelou, demonstrou que no MEC tem merdas, pois segundo fontes duvidosas já foram gastos mais de 2 milhões com este kit, e simplesmente sem ninguém saber.
Terceiro, porque visam apenas escolas públicas? Tá bom o MEC sei... só que existem meninos e meninas em escolas particulares também.
Quarto; Kit Gay? Que isto? Eu não sou contra o kit. Sou contra a falta de estrutura da população diante um assunto assim, independente de sua aprovação ou não. Uma opção sexual seja ela opcional, ou biológica, não é para ser enfrentada com um kitizinho. Algumas situações não têm kit que resolva, é questão de educação, sabedoria e respeito ao próximo.
Questiona-se o porquê não se distribuem bíblias. Mas o lado religioso-cristão é difundido há tempos na igreja. E como disse um jornalista numa entrevista que vi certa vez, só é pregado os fundamentos da igreja católica, só que vamos deixar este assunto para outro momento.
E outra, já que o kit gay vai influenciar meninos e meninas a novas experiências segundo Bolsonaro, porque a matemática, o português, ciências... Não instigam os alunos a aprofundarem cada vez mais nestas disciplinas, para termos profissionais qualificados no futuro, para ajudar qualquer cidadão independente de sua opção sexual?

2 comentários:

  1. Engraçado, numa breve análise da minha situação aprendendo a ler aos 8 anos e fazendo sexo aos 18 onde aprendi a ser gay. Ah. Meus amigos eram machos só um se bandeou pro lado de cá. Isto é um grande circo.

    ResponderExcluir
  2. Pelo que entendi este kit é para erradicar a homofobia, APRENDER a lidar com a situação o que ao meu ver independe de kit. Não a ensinar ser ou não.
    Como já disse o que vale é a educação, a educação de berço, o respeito etc.
    Preconceito é pra quem é desinformado, dependemos de todos os tipos e classes de pessoas.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails