Páginas

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Você tá fora da lei

Léo Jaime tava certo “será que tudo que eu gosto é ilegal, é imoral ou engorda”? Parece que sim.
Estava eu no banco para pagar uma fatura atrasadíssima e vi o aviso que é expressamente proibido usar celular no recinto. Lei aprovada em 16/12/2010 pela Assembléia Legislativa de Minas Gerais, no intuito de combater a “saidinha do banco”. E se teimar, as agências poderão pagar multa de R$ 2.000,00 a R$ 20.000,00 mil.
Além desta lei, existe ainda a que proíbe o uso de aparelhos eletrônicos em salas de aula – em MG não sei detalhes desta –, no Acre o projeto 2547/07 é do deputado Nilson Mourão (PT), e no rio do deputado estadual João Pedro Figueiras (Democratas), além do Serra na terra da garoa, etc.
Tudo bem que as leis são para organizar a sociedade. Mas não posso atender MEU CELULAR dentro de quaisquer agências bancária, tenho que transformar MINHA CASA num presídio me protegendo de vagabundos, pagar seguro anti furto do MEU CARRO, etc.
Entendo que em alguns casos como usar o celular enquanto estiver dirigindo sou multado e concordo pois entendo do risco, mas em alguns casos estas infrações mixurucas ultrapassam a barreira do ridículo.
Enquanto isto, detentos usam celulares em presídios, furtam casas, roubam carros, sou obrigado a me esquivar como o Keanu Reeves no filme Matrix, de motoristas negligentes, bêbados, marrecos com CNH comprada etc.
E como o cigarro o celular:
  •  È proibido em certos locais,
  •  É viciante,
  •  Jogar quanto estamos estressados é parecido a fumar,
  •  É um ótimo companheiro quando estamos em momentos depressivos,
  •  Há relatos que causa impotência (nada provado cientificamente ainda) quando fica no bolso da calça,
  •  Não é aconselhável ficar a disposição de crianças,
  •  Geralmente tem merchandising parecido com a do cigarro, etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails