Páginas

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Nem só de R$ 545,00 vive o homem. Será?

“É Mais Fácil um camelo passar pelo buraco da agulha, que um rico entrar no reino dos céus”

Enquanto na sua primeira semana de “ralação” Dilma (que se declarou católica apostólica romana ortodoxa óxida-monoxida) fez uma revolution no gabinete presidencial, trocando o computador por um leptop, os estofados coral da época Vargas por poltronas e um sofá da linha Navona e retirou a BÍBLIA da mesa e o CRUCIFIXO da parede. (fonte: Folha de São Paulo ), e o povo se distraia com o Big Bosta Brasil, os deputados votavam a favor do faraônico aumento de salário dos mesmos. Não vou listar os nomes dos espertalhões aqui, no entanto, sugiro que confiram a lista na net.
Por outro lado, inversamente á antológica frase do camelo no buraco de agulha citado em várias pregações (argh!!!), uma grande parte de fédaputados evangélicos votaram contra o aumento de R$ 560,00 e muito menos de R$ 600,00 do salário mínimo. A emenda dos 560,00 contos defendida pelo DEM e centrais sindicais, foi derrotada por 361 votos contras, está aí o nome de alguns que IMAGINO conhecer a estorinha do camelo que costurava com agulha os buracos nos reinos dos ricos:

  • Deputados que votaram contra o aumento para R$ 560,00:
1. Anderson Pereira
2. André Sacharow
3. Aguinaldo Ribeiro
4. Antonio Bulhões
5. Antony Garotinho
6. Antônia Lúcia
7. Áureo
8. Benedita Silva
9. Cleber Verde
10. Dr. Grilo
11. Edinho Araújo
12. Edmar Arruda
13. Edivaldo Holanda Junior
14. Eduardo Cunha
15. Erivelton Santana
16. Fátima Pelaes
17. Filipe Pereira
18. Georhe Hilton
19. Heleno Silva
20. Íris de Araújo
21. Jefferson Campos
22. Jhonatan de Jesus
23. Josué Bengston
24. Laercio Oliveira
25. Lauriete
26. Leonardo Quintão
27. Liliam
28. Lincoln Portela
29. Lourival Mendes
30. Manato
31. Marcelo Aguiar
32. Mario de Oliveira
33. Marcio Marinho
34. Missionário José Olimpio
35. Neilton Mulim
36. Nilton Capixaba
37. Otoniel Lima
38. Oziel Oliveira
39. Pastor Eurico
40. Pastor Marco Feliciano
41. Pastor Paulo Freire
42. Professor Sétimo
43. Pastor Ronaldo Fonseca
44. Ronaldo Nogueira
45. Sérgio Brito
46. Sueli Vidigal
47. Silas Câmara
48. Sabino Castelo Branco
49. Hidekazu Takaiama
50. Vitor Paulo
51. Walter Tosta
52. Walney Rocha
53. Washington Reis
54. Zé Vieira
55. Zequinha Marinho

Votaram a favor do aumento para R$ 560,00:
1. Andreia Zito
2. Arolde de Oliveira
3. Bruna Furlan
4. Fernando Francischini
5. Henrique Afonso
6. João Campos
7. Jorge Tadeu Mudalen
8. Onyx Lorezon
9. Romero Rodrigues
10. Ruy Carneiro
11. Vaz de Lima

Abstiveram-se de votar: Lindomar Garçon e pastor Roberto de Lucena. (fonte: Gospel Prime).

Então pra nos localizarmos, a que se dizia católica mandou bíblia e adereços afins pras cucuias, e ALGUNS evangélicos que pregam o desprendimento de coisas materiais, fazem uma merda assim. Merda para o povo e ovelhinhas.
Ignorando esta lado de teodicéia política, a coisa é muito complexa para nós que vivemos reféns de alguns imbecis de Black tie, além de nos preocupávamos com o valor que uma sacola de arroz iria se a dona Dilma ganhasse, esquecendo o açúcar ou o salto que deu o valor do preço da gasolina. Aconselho a lerem Dilma, o Salário Mínimo e o Déficit de Luiz Bicalho, apesar da visão socialista é muito bom o texto.
Buraco da Agulha era uma passagem para entrar em Jerusalém, ao lado do portal principal, na época de Jesus, havia, este era o portal principal de Jerusalém para os mercadores e transeuntes que chegavam que era estreito e mais baixo que os camelos e por isso eles tinham que se abaixar (ajoelhar-se) e muitas vezes quando vinham carregados, retirar as cargas do dorso para passar. Daí o Senhor (aleluia!) ter comparado o amor ao dinheiro como motivo principal de uma pessoa não herdar o Céu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails