Páginas

terça-feira, 6 de abril de 2010

Entre Santos e Alpistes

 Quando em 1966 Lennon declarou que os Beatles eram mais populares que Jesus Cristo já dava pra sacar que a coisa num tava pra brincadeira não.
E por falar em brincadeiras, quem nunca brincou de “siga o mestre” quando criança? Aquela brincadeira que devemos fazer tudo o que o mestre faz.
Falando em mestre, não tenho certeza se li na Super Sensacionalista Interessante onde um tal de Freud ou outro da mesma laia,que disse que as pessoas estão perdendo as direções, as referências. Lembro me que o dito cujo alegava que no inicio as manifestações divinas eram constantes e conforme cita a Bíblia, anjos, milagres e mais um monte de coisas que o Padre Quevedo levaria a vida toda pra explicar, pelo tanto que ocorriam. Mas; devido a renca de pecado cometidos por nós, Deus e companhia limitada deu um certo gelo nos terráqueos, onde não houve mais uma referência única de poder, admiração ou sei lá o que pra que seguíssemos.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

LUZ, LULA, CÂMERA, CÂMARA E AÇÃO

O Washington Post proseou istordia após uma votação que o cara do milênio foi Gensis Kan...mas tenho outra indicação mesmo não sendo questionado para tal e nem com indicação pra tanto tempo.
Definitivamente não sou o Raul Gil, porém assumo; tem que tirar o chapéu pro Lula. Entre noticias aqui e ali Obama é conhecido como um visionário por uns e como utópico por outros ao tentar imitar Jimmy Carter, mas só que este modelo elogiado de política da boa vizinhança, Lula já vem praticando há tempos. Hugo Chaves, Evo Morales, uma forcinha aos vizinhos equatorianos, Ahmadinejad convidado a vir ao Brasil, o Papa, asilo político a Zelaya, Madona, daí por diante. Impossível não ter falhas. Aqui e acolá, daqui ou dali, mas não esquecendo de que disse um barbudinho ha bem tempo atrás, num certo episodio “quem não tiver defeitos, que coma esta mulher na pedra...”
Impossível não citar os atropelos do governo né não?... A corja de amigos que sacanearam o meio de campo como o Dirceu que é da época em que o Lula se enquadrava do... “eles não usam black-tie”, Fernando Valério (leiam a CPI que mudou o Brasil dizem que é ótimo), as bolsas samaritanas que para quem paga impostos custam uma Louis Vuitton. O ainda sem resposta Mensalão, deputados petistas que quase por unanimidade são a favor da descriminalização do aborto, a sarna do Sarney, etc. Lembremos que este big bang de podridão não é particularidade deste governo, e como disse Marceleza e Raulzito dentro da Panela do Diabo “debaixo do sol não há nada novo, não seja bobo! Meu rapaz.”
O cabra vem tentando arrumar a casa parece que agora tá acertando com os ministros...
Entre vários podemos citar o Temporão que diante de tantos temporais, parece que tem litros e litros de silicone no peito diante de CPMF.s, a dengue - herança deixada do Serra que priorizou a AIDS negligenciando os mosquitinhos, a pílula do dia seguinte, etc. Mantega, controlando bem a economia brasileira, a crise é um bom exemplo de como administrou os trocados nossos, o controle as instabilidades internas, porque com esta tal de globalização, um pum que um árabe naturalizado coreano soltar, nos afeta aqui. Sem falar de Celso Amorim, Minc que é uma figura a parte e demonstrou que se preciso for, roda a baiana - o governador André Puccinelli - sentiu isto na pele, Orlando Silva dando um show de bola, etc.
Por outro, temos o adocicado Pré sal no forno dos royalties, a presença verde/amarela em Gs numéricos, o Pan, o PAC, Olimpíadas, Copa, o crescimento do PIB em vários setores, redução da divida externa, a popularização da bursite, merchandising da nossa pinguinha, as palavras de Shimon Peres que disse que veio ao Brasil “para aprender”etc.
Quase tenho que tomar antialérgicos quando ouço assuntos de política partidária ou algo que entoa isto, mas como disse Obama “Lula é o cara”.
Related Posts with Thumbnails