Páginas

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Mais pequeno

 De onde tava vindo aquele chiado cheio de samplers, delicadamente e de bel-prazer com uma voz fora do tom e classificada como música? Ah sim! Estou no século 21, é este menino de mais ou menos 11 anos ouvindo proibidão no celular – porque o moleque não usa o fone?
Lembrei me de meados da década de 80 a diante, em que o povo da micropoles que vivo, retornava de São Paulo com aquele micro system atravessado no ombro e ouvindo Rap – geralmente de qualidade – pela rua afora. Já pensou o menino nesta situação?
Graças à nanotecnologia, hoje é possível ouvir música e mais um zilhão de coisas, sendo que estas caibam dentro de nossos bolsos. Nano vem de anão, e um nanômetro é um milionésimo de milímetro ou um bilionésimo do metro. Então, é algo bem pequeno, e alguns abençoados utilizam a escala nanométrica na medicina, (existem pesquisas para tratamento de algumas doenças através de nanorobôs, “trabalhando” em enzimas, células doentes etc) agricultura/ambiente (combate a pragas, captura de dióxido de carbono e outros), tecnologia etc. Basta se lembrar - quem é das antigas como eu – de como eram os celulares, computadores, e toda parafernália eletrônica.
Ao contrário das tv´s, que estão cada dia maiores graças ao avanço tecnológico, que alavancou o nível de contraste e a resolução dinâmica. Se estivéssemos uma tv de 40 polegadas na década de 60, sem dúvida a imagem seria péssima!
Ah! O menino estaria escadeirado. (rs)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails