Páginas

sexta-feira, 11 de junho de 2010



VUVUZELAS NUCLEARES
Se nesta copa do mundo desse na final Brasil X EUA, acho que ninguém será mais brasileiro que Mahmoud Ahmadinejad (presidente do Irã) e Hugo Chávez (Venezuela), com direito a vuvuzelas, figuinhas e tudo mais, secariam os americanos não só pelo fato de não se bicarem, como também, pelo acordo nuclear que nosso molusco presidente fechou com os iranianos.
Tudo começa com o enriquecimento de urânio que é mais ou menos assim; Na natureza ele é encontrado em forma mineral bruta com uma concentração de aproximadamente 0,3 a 0,5% de urânio puro. Após vários processos de separação (centrifugação) é retirado apenas o dito cujo. É como se areia fosse urânio e a peneira a centrífuga. Opa! Então enriquecemos areia, feijão, etc. a grosso modo sim.
Voltando; Brasil e Turquia fecharam acordo de enriquecimento do urânio com o Irã, devido o fato de ainda não termos tecnologia necessária para tal. O problema é que alguns países cheios da grana estão aterrorizando os turcos e nós, alegando que o Irã vai enriquecer urânio a 90% o que é necessário pra construir uma bomba atômica. Só que o buraco é bem mais embaixo, uma coisa é chegar à casa dos 3% ou 20% de enriquecimento do produto, outra coisa é atingir 90%.
Agora vejam que bacana! A AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) e o Tratado de Não-Proliferação Nuclear tão querendo o seguinte; países que tenham bomba atômica que continuem com ela, e quem não têm que não a construa. Aplausos!
Em resumo, países imperialistas como exemplo os “esteites” (li que eles têm uma reserva de algo em torno de 5.000 ogivas) e os cheirosos e frescos franceses continuarão bunitos na fita, agora os pebinhas como nós montamos no porco né? Bacana mesmo!
O Iraque disse que o Brasil e a Turquia tão cagando o mandiocal todo, será porquê? Um dos chegados do Obama também disse que esta idéia do Brasil fornecer etanol pra alimentar reatores nucleares e camelos iranianos não é uma boa. Agora, o Chávez (não o do extinto seriado do SBT), tá dando pulos de alegria, não sei onde começa o amor dele pelo povo brasuca, e onde termina seu ódio pelos ianques.
Mas que diabos de acordo é este então? É o seguinte; o Irã doará 1.200 quilos de urânio com um enriquecimento pobre de marré-marré, depois receberia combustível para seus reatores como citado antes.
Só tem um porém, a Turquia era o maior aliado islâmico de Israel e hoje não se sentariam juntos pra assistir o “Caçador de Pipas”, além da baixa de quase dez turcos ocorrido outro dia na faixa de Gaza graças a um ataque israelita. O que põe em xeque o interesse dos turcos. E o Brasil? Pelo que parece, tá nessa por estar, tentando aparecer no cenário nuclear também...
Pra encerrar, enriquecer urânio não basta estalar os dedos e pronto, e outra sua utilização vai desde fonte de energia, uso medicinal à fabricação de bomba. É preciso desconfiar que haja segundas intenções do Irã nesta questão? Quem sabe? Mas querer monopolizar e dizer o que e como devemos usar a tecnologia é demais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails