Páginas

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Não tem pro Lobo Mau

Quando eu tive em Porto Seguro, um guia nos levou à aquelas igrejas velhas com paredes totalmente espessas em que a “liga” usada para grudar os blocos e erguer as paredes era à base de óleo de baleia, uma estrutura pesadíssima, mesmo apesar de ter conhecido somente através de livros me fez lembrar e imaginar o que deve ser aquelas construções do povo egípcio, maia, incas... tudo muito pesado, muito grandioso, pode se dizer uma construção ignorante.
Hoje enquanto velejava na net, vi uma matéria sobre novos métodos alternativos que estão sendo empregados na construção civil, como o uso do papelão que oferece uma saída rápida e segura para aqueles depósitos que são feitos para guardar uma variedade de coisas na local da construção. A pesquisa realizada no Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), demonstrou inúmeros fatores positivos na utilização do papelão, que vão desde a reciclagem, produção de celulose, matéria-prima abundante, boa resistência com melhora considerável com a aplicação de resina, dispensar alicerce com suporte para áreas pesadas, etc.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Transcendendo artérias e pálpebras



Recebi uma mensagem ontem de um amigo que mora em Beagá me passando um link pra eu acessar. Fazendo o que ele pediu, vi que era a notícia referente o acidente fatal de um sobrinho dele de 31 anos, uma coisa no mínimo horrível de se ver, mas que me fez refletir muito sobre as comemorações de fim de ano.
Um bando de fé-da-puta, mal agradecidos que ficam cheio de dengo e marra por não terem o final de ano como queriam. E que saem nas noites festivas de final de ano desejando isto e aquilo pra todos, não sendo de duvidar que alguns destes já até tentaram nos sacanear de alguma forma.
Não desejo feliz Natal e/ou Ano Novo pra você, pois se está lendo este texto é porque seus problemas são pequenos o suficiente para que possa ocupar seu tempo o lendo.
.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Mãe


Que Deus crie mais um Deus, e que o primeiro e o segundo fiquem por conta da MINHA BELA E AMADA MÃE.

PARABÉNS MÃE !!! 23/12

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

O chefe mandô


Eu sempre falo - fico encantado com algumas pessoas que simplesmente não aceitam o fato de outras pessoas pensarem de maneira diferente -, constantemente sou convidado e posteriormente criticado por não ir a lugares que simplesmente não quero ir. Isto se estende para comidas favoritas, roupas, MÚSICAS, e religião – para quem tem uma – (rs).
A matéria que li no www.correio24horas.com.br/noticias , na qual barrou uma campanha financiada pela Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos, me fez reforçar ainda mais meu pensamento. IURD, ICAR e demais seguimentos não sabem que vivemos em um país democrático e laico? Ou conhecem uma das mais famosas frases de Voltaire, ou o prenuncio de Zé do Caixão? “Sentir, ouvir e não pode falar”.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Vida?

 

Sabe aqueles lugares em que vamos e temos a impressão que não conseguiríamos viver lá? Lugares que têm alguma coisa que não gostamos, que nos dá relia, seja o calçamento, localização geográfica, vizinhança etc. Então; o lago Mono na Califórnia é um destes locais ou pior, pois é hipersalino e altamente tóxico. E foi neste local super aconchegante que a dona Felisa Wolf-Simon e equipe do Instituto de Astrobiologia da NASA publicaram a descoberta de uma bactéria (linhagem GFAJ-1 da família Halomonadaceae), que é capaz de sobreviver e de prosperar a espécie neste ambiente; e ainda tem mais, o local é cheio de arsênio.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Rio-Limbo


Acho muito engraçado quando vejo notícias que comparam o Rio de Janeiro a uma zona de guerra, como se terminar o dia vivo fosse privilégio pra poucos cariocas.
Na verdade lá é um grande fruto midiático, onde estão voltadas as “lentes” da imprensa feita pra quem gosta de sadismo e morre na preguiça de pesquisar sobre o assunto. Sei do que falo porque ao menos quatro vezes por ano vou à cidade maravilhosa, e AINDA não presenciei nenhum tipo de violência. CLARO que lá não é um local onde reina a paz, lá não é o limbo, no entanto, na minha opinião não é diferente de qualquer outro lugar. Ou talvez seja, conforme o Mapa da Violência 2010 – Anatomia dos Homicídios no Brasil – de Julio Jacobo Waiselfisz, em que classifica as cidades com evolução de homicídios, levando em consideração questões de gênero, cor/raça.
Aproveitando deixo aqui uma declaração do bilionário Sr Bernie Ecclestone, dirigente chefão da F-1 que voltou a ser assaltado em Londres “as ruas de Londres são mais perigosas que as do Brasil”.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

“Killing In The Name”

 
É engraçado como as pessoas se surpreendem ao assistirem num telejornal fuleiro noticias de violências e suas divisões...Uma chacina aqui, um estrangulamento ali, homicídio acolá etc.
Como se isto fosse novidade, como se realmente estivéssemos no final dos tempos devido taaaannnta violência.
A meu ver isto não é nada mais do que sempre ocorreu. Com a diferença que antes os atos de violência eram praticados por organizações o que não deixava de ser ilícito, instituicional, “imoral, ilegal e engorda”, e não era praticado pelo povão.
O genocídio Helênico, IRA, ETA, KKK – não me refiro ao cácácá referente risos -, Inquisição, Nazismo, Cruzadas, Ditadura, FARC, o Gargamel, O Capitão James Gancho etc. Todos grupos organizados – ou quase – geralmente com o apoio da igreja ou de políticos. Sendo assim, possuíam 007 (licença para matar).

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

“Be Quick Or Be Dead”


Maiakóvski disse “Despertar é preciso”.
Pois é, tem um artigo que tá há tempos no site da scientific american Brasil, no qual cita que o abastecimento de água de bilhões de anos está em risco. Pesquisadores elaboraram um mapa onde citam possíveis secas, levando em consideração escassez e poluição. Também segundo eles, o hátido dos ocidentais de “estocar” água em reservatórios para as populações funciona; mas não para a natureza. E que parte da Europa e América do Norte aparecem em condições nada lindas, no entanto, devido às condições financeiras destes o problema não será tão sério assim como na África, em que o continente não pode pagar para uma engenharia de investimentos adequada. Considerando que tais projetos faraonicamente engenhosos são paleativos.
Ainda defendem o conceito de algumas organizações de desenvolvimento que é o “gerenciamento integrado da água, no qual as necessidades de todos os usuários são levadas em consideração e as particularidades naturais são integradas às soluções criadas pelo homem.” No artigo citam que o abastecimento de água de Nova York, feito por nascentes nas montanhas de Catskill, precisaram passar por um processo de filtragem, após a década de 90, quando a poluição agricultural mudou o local. Concluíram então que um programa de consevação de terras, se provou ser mais barato que construção de unidades de tratamento. Aleluia!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Lula cobaia


LÓGICO, CLARO, EVIDENTE E VISÍVEL que o nosso presidente estava cumprindo uma de suas promessas em investir no desenvolvimento científico e, nesta foto estava auxiliando alguns alunos em um experimento de física referente lupa, microscópio simples ou lente de aumento, que são nomes de lentes convergentes. Exemplificando doenças como miopia, hipermetropia, alteração do campo visual por embriaguez, sonseira, songomonga, analfabetismo, etc.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Denorex?



Muita gente sabe que sou cético e que também detesto conspirações e que não tenho queda nenhuma por política.
Mas achei interessante o endereço -
http://www.novacorja.org/wp-content/uploads/2009/01/dilma_terrorista.jpg - que um amigo me enviou com a foto aí ao lado, comparando a uma matéria que li na internet no site do estadão.com.br/noticia, em que as FARC estavam elogiando a vitória da Dilma. A a mensagem firmada pelo secretariado do Estado-Maior Centrar das Farc em relação a futura presidente é a seguinte “um papel determinante na aclimatação da paz e na irmandade dos povos do continente.”
As Farc são consideradas terrositas pelo governo dos EUA...

Mais uma Geisy Arruda?

Que desgraça! Será que nois minerô sô tamêm tamo teno o mesmo andaço que deu praquelas bandas de Sum Paulo?

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Surpresa!

 O que você faria se tivesse uma caixinha lacrada com um grande segredo dentro e não tivesse uma chave para abri-lá? Algumas pessoas a guardariam e nunca saberiam o que há lá dentro, outras a jogariam numa parede onde ela se quebraria descobrindo o segredo.
Pois foi mais ou menos isto que aconteceu com as colisões de íons de chumbo, no LHC (Grande Colisor de Hadróns), do Centro Europeu de Pesquisas Nucleares (Cern) praquelas bandas da fronteira da Suíça, onde foi possível criar um “mini Bib Bang”.
O LHC é um túnel em forma de anel e possui 27 quilômetros de extensão, na ultima segunda-feira (08/11) iniciaram os experimentos com partículas pesadas. Como eu disse, é o mesmo que jogar um copo de vidro contra uma parede, e posteriormente estudar os cacos. Tudo isto a aproximadamente 10 trilhões de graus, causa inveja até no diabo uma temperatura assim.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Mais pequeno

 De onde tava vindo aquele chiado cheio de samplers, delicadamente e de bel-prazer com uma voz fora do tom e classificada como música? Ah sim! Estou no século 21, é este menino de mais ou menos 11 anos ouvindo proibidão no celular – porque o moleque não usa o fone?
Lembrei me de meados da década de 80 a diante, em que o povo da micropoles que vivo, retornava de São Paulo com aquele micro system atravessado no ombro e ouvindo Rap – geralmente de qualidade – pela rua afora. Já pensou o menino nesta situação?
Graças à nanotecnologia, hoje é possível ouvir música e mais um zilhão de coisas, sendo que estas caibam dentro de nossos bolsos. Nano vem de anão, e um nanômetro é um milionésimo de milímetro ou um bilionésimo do metro. Então, é algo bem pequeno, e alguns abençoados utilizam a escala nanométrica na medicina, (existem pesquisas para tratamento de algumas doenças através de nanorobôs, “trabalhando” em enzimas, células doentes etc) agricultura/ambiente (combate a pragas, captura de dióxido de carbono e outros), tecnologia etc. Basta se lembrar - quem é das antigas como eu – de como eram os celulares, computadores, e toda parafernália eletrônica.
Ao contrário das tv´s, que estão cada dia maiores graças ao avanço tecnológico, que alavancou o nível de contraste e a resolução dinâmica. Se estivéssemos uma tv de 40 polegadas na década de 60, sem dúvida a imagem seria péssima!
Ah! O menino estaria escadeirado. (rs)

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Fud*u!

 
Ah! Como eu tenho saudades da época em que eu podia ficar vendo desenhos e filmes da Sessão da Tarde, assistindo clássicos como o Enigma da Piramide, Gremlins, O Último Mestre, Inimigo Meu etc. O último citado (Inimigo Meu) cai uma nave num planeta distante, e um humano quase pega à unha com um alienígena, mas depois devido à dureza da vida, ficam amigos. O que me chamou a atenção – salvo engano - é que o alienígena engravida. Xulispa!
Porém diante da noticia que fiquei sabendo que existe CÂNCER DE MAMA MASCULINO, lembrei me do filme e pensei.... Fudeu.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Depois reclamam de violência

Adicionar imagem
Adoro de paixão o Rio, minha parentada mora quase toda lá na zona oeste, especificamente perto de Campo Grande, local onde o Zé Serra foi recebido de maneira que contradiz o carisma do povo carioca.
É quase inacreditável que uma rua de lojistas, dividida por uma feira de livros usados, com ótimos livros por sinal, acontece uma marmotagem assim.
Há maneiras mais evoluídas de se protestarem contra um candidato.
Deixo claro aqui que não estou fazendo campanha para o candidato vítima (nheca!). Mas também odeio agressões e armas. Esta arma em especial.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Educação capital

 
Vira e mexe escrevo um texto em que o título é dum galináceo onde aumento apenas a numeração. A Genesis foi referente um amigo dum potencial e tanto que passou por situações constrangedoras, em miúdos, hipocrisia.
Tive ontem com o dito em questão e não consegui interpretar seu sorriso acompanhado da notícia que não conseguiu média no exame classificatório do PEP (Programa de Educação Profissional), educação profissionalizante de qualidade e 0800.
Antes de eu prestar vestibular eu tinha 60 contos, e tava na dúvida se iria ao show do Cannibal Corpse em Beagá ou tentaria o estudo acadêmico. Por algumas razões desisti do show. Como sou dedicadíssimo, estudei no máximo uns 21.612 minutos, vi barroco, um tal de seno e cosseno que imaginei que eram irmãos e não tive interesse em detalhes e pronto.
E após 10 anos sem estudar, fiquei ainda no pódio com o glorioso 3º lugar. Detalhe; a faculdade era particular.
Então ontem a par da notícia e conhecendo o nível intelectual do reprovado, fiquei ruminando a diferença – há exceções - entre um processo seletivo do governo para cursos técnicos e um vestibular privado. E para aqueles que como eu fizeram o 3º grau numa particular plagio Dom Rauzilto “eu avalio o preço me baseando no nível mental que você anda por aí usando”.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Distribuindo riquezas


Tem gente que me acha seco, tosco, grosseirão, turrão e tudo mais no mesmo sinônimo. Estes que me classificam assim que não me viram hoje como fiquei ao receber uma mensagem de minha esposa que também é professora, me parabenizando pelo dia, apesar de eu ter lecionado apenas um mês. Quase chorei de emoção, como quase chorei também no dia em que levei uma foto do Stephen Hawking e uma aluna disse que era o Shakespeare, e pior, disse que ele ainda está vivo. Ainda bem que o mundo fica – ou deveria – em equilíbrio, e tinham alunos que sabiam a quem me referia, outros garimpavam para saber quem era, além de haver questionamentos e altos papos sobre o universo, alimentos, parada gay etc. O episódio da comparação do Sr. Hawking ao dramaturgo e escritor “Highlander” foi um fato isolado. (rs).
Uma das melhores sensações era ver nos olhos dos alunos quando eles entendiam o que eu passava.
Infelizmente o método de ensino contemporâneo é diferente o da minha época, acho que antes os resultados eram melhores, também, classe dos professores não é unida e nem valorizada como deveria, e acho que os governos, pedabobos e quem elaboram o plano de ensino, devem ter o cérebro no intestino grosso. Mas no afunilamento de tudo, adorei lecionar.
Fica aqui o meu e dos colaboradores deste simplório blog, UM PARABÉNS A CLASSE QUE CORTA UMA MAGRELA PARA PASSAR UM POUCO DE CONHECIMENTO E FORMAR CIDADÃOS E PESSOAS FORMADORAS DE OPINIÃO.

Era uma vez...

 
Antes de Tiburciulandia se tornar a cidade que é, aqui era um reino mequetrefe danado! Nada de encantado, de fadinhas, gnomos, duendes, ou melhor, doentes, sempre existiram doentes.
Havia um pseudo-Merlin que em seu castelinho vivia fazendo boas ações para os coitadinhos que usavam viseiras cobrindo os olhos, a alma e o coração.
Um dia antes duma encabulada-foda pré-tresloucada, ele resolveu tornar a fonte do castelo mágica. Fez uma porção de duas medulas ósseas de Gorgon, 235 g de poeira de supernova, glicose de Minotauro, 2,3-isobutil de esmalte de crianças cósmicas, leite materno de Toten, detergente das esculturas das civilizações Rapa Nui e mais algumas coisinhas. E ao som de blues em Sol aberto, KBOOMMM!!!! Ladies And Gentleman; apresento A FONTE MÁGICA.Todos queriam a H2O da fonte, todos queriam tê-la em casa, dar a seus filhos, lavar suas vasilhas, suas feridas etc.
Só que uma coisa que encabulou vários reinos como também – igualmente como na antiga Inglaterra – pagãos, rebeldes e alguns nômades druídas. Todos sabiam que a água da fonte minava na “Misty Mountain Hop”, e se perguntavam por que diabos o barbichinha branca não montou em seu mandruvá alado e fez a mandinga na nascente?

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Tutti Frutti, Aleluia

“Histeria faz sucesso”. Li numa revistas há muito tempo que foi Little Richard que deu esta receita.
Acredito se em um show untarmos com um pouco de interação com o público, saí na forma um delicioso e recheado espetáculo, digno de elogios. Shows do Queen ao vivo é prova disto.
Sem querer julgar a opção religiosa de alguém – algo que em especial, eu não posso – achei engraçadíssimo este vídeo, que para mim nas “histerias”, mistura o “pequeno” Richard com James Brown (pra quem não sabe aquela dança do também finado M. Jackson foi Ctrl + C do Mr. Brown).
Obrigado pelo envio do vídeo Déa!

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

PPPPP...


O sol estava mais ou menos no meio do céu, quando em 11 de fevereiro de 1929, o homem mais temido da Itália saiu dum Cadillac preto e se adentrou no Palácio de Latrão, onde era aguardado pelo Papa Pio 11 e seus puxa-sacos gabaritados. Por volta das 13 horas, o ICAR conseguiu o que havia perdido no século 19, um território independente dentro de Roma, e Mussolini o reconhecimento pela igreja como legítimo governo, neutralizando o adversário Partido Popular.
Ao longo da história o clero e posteriormente o ICAR sempre deram pitacos em outros setores da sociedade como na política.
Atualmente, a candidata petista a presidência do país é que vem tendo relações com o ICAR, relações não harmoniosas. O padre José Augusto, em sua homilia exibida ao vivo no programa da TV Canção Nova, pediu para os fiéis – não me refiro fiéis que torcem pro Corinthians – não votarem na candidada do PT, o padreco ainda soltou a franga, desceu do salto, rodou a baiana, deu a louca, baixou lhe um espírito ao dizer “Podem me matar, podem me prender, podem fazer o que quiser. Não tenho advogado nenhum. Podem me processar e, se tiver de ser preso, serei. Não tem problema, mas eu não posso me calar diante de um partido que está apoiando o aborto, e a Igreja não aprova”.
O candidato a presidência que votei não foi feliz, mas no debate promovido pela Canção Nova, alfinetou a ausência da candidata petista, a platéia foi ao delírio.
Coincidentemente evangélica, a bola da vez é a Marina, pois dizem que o PV é o desequilíbrio entre os concorrentes. Por falar em evangélicos esta é a capa da revista que ganhei quando estava no Rio me vez rir e ficar com medo do tal do anticristo. É cada uma que parece duas!
Independente de minha vertente política que é ínfima e confessar que o voto de protesto é tentador, não sei ainda o que farei dia 31 do mês corrente.
O que vejo é como as as religiões podem ajudar ou atrapalhar certos anseios e como as coisas vão além de políticas partidárias e se “esticam” envolvendo políticos, padres, pastores e outras p*.

Mato mata

 
Plantas medicinais foi uma matéria opitativa que tive na faculdade, só que o professor era ruim demais, mas demais, demais mesmo! No entanto, não o suficiente pra que eu não aprendesse nada.
Aprendemos o bê-a-bá do preparo de uma determinada planta para fins medicinais, armazenamento, secagem, embalagem, umidade e tudo mais que poderia alterar as propriedades dos matim, lógico, analisando superficialmente o princípio ativo das mesmas.
Agora parece que definitivamente as plantas medicinais e fitoterápicos vão fazer parte do elenco do SUS, digo definitivamente, pois o Programa de Medicina Tradicional é dos anos 70. No Brasil há tempos as plantas e seus derivados vêm sendo utilizadas pela população no cuidado com a saúde através dos povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais, o que forçou alguns órgãos a desenvolverem políticas, programa e regulamentos específicos para a área. Destacando o Programa de Pesquisa de Plantas Medicinais (PPPM) da Central de Medicamentos (CEME), do Ministério da Saúde, vigente entre 1982 e 1997, que realizou pesquisas com 55 espécies de plantas medicinais com o objetivo, entre outros, de “desenvolver uma terapêutica alternativa e complementar, com embasamento científico, por meio do estabelecimento de medicamentos fitoterápicos originados a partir da determinação do real valor farmacológico de preparações de uso popular, à base de plantas medicinais”; também a Politica Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) preconiza o modelo da “fitoterapia ocidental” tudo embasado sob cunho científico, com profissionais devidamente capacitados, observando os princípios do SUS além do aval da Anvisa. Atualmente 350 municipios/estados oferecem serviços voltados em plantas medicinais, sendo difundido através dos PSF.s ou ESF.s como quiser e posteriormente NASF.s. Quanto aos fitoterápicos o Ministério da Saúde pactuou com Estados e Municipios 08 medicamentos passiveis de financiamento com dispensação no SUS são eles: Alcachofra, Aroeira, Cáscara-sagrada, Espinheira-santa, Garra-do-diabo, Guaco, Isoflavona de Soja e Unha-de-gato, tais fitoterápicos e homeopáticos não interferem na distribuição de medicamentos sintéticos.
A Portaria n° 886/GM/MS de 20/04/10 que instituiu a “Fármacia Viva, define todas as etapas de cultivo, coleta, processamento manipulação, dispensação etc.
Agora vamos lá, na pós que apenas comecei a fazer tinha um professor que disse que ainda estamos enterrados no passado com os métodos de cura gaélica, nos inversos de quente-frio, seco-molhado, “quem tá gripado, por exemplo, tem que tomar chá de folha de laranja quente, mas sem ficar na friagem hein”. E a popularização disto tem que ser feita com carinho, pois a exemplo da população da região que moro e adora beber mato na água quente, se não utilizarem uma boa estratégica sobre isto – daqui a pouco tomarão até chá de Comigo-ninguém-pode. Já citei antes alguns venenos encontrados em algumas plantas e legumes como cianureto na maçã e na mandioca, além da ricina na mamona que é extremamente tóxica. E o Sô Drauzio Varella falô no Fantástico isturdia umas merdas que podem acontecer se ficá tomanô chá a riviria.
Aproveitando; quem souber onde encontro Sassafrás, porque semente de Sucupira é fácil de ser encontrada, me avise, preciso fazer uma mistura com Biotônico dizem que é bom contra tendinite, fibromialgia, bursite, reumatismo, artrose e mais umas seis ou doenças.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010


“Eu Te Vi Caminhando Sem Destino Por Ai”

Digamos que não sejam as melhores fotos que o Google Street View podería expor na internet, achei engraçadíssimo e tive que ver as fotos ao ler estas notícias “Um homem de olho nos cartazes de um cinema pornô, uma prostituta e um travesti com os seios ao léu, um bêbado caído na sarjeta, um rapaz coçando o sexo, alguém passando mal numa poça de vômito e um pedestre defecando na calçada.”
Além do mais isto aqui é Brasil, não é Teletubbieland a terra onde os Teletubbies habitam. Aqui o pau canta, e muita gente adora fazer uma gracinha quando sabe que tá sendo focado, é só ter uma brechinha.
As opiniões são diferentes das pessoas quanto aos flagras dados.
Será que em outros países ocorreram de forma diferente, todo mundo bunitim caminhando com a família e um cão pelos parques, ruas limpas, cartazes informativos, ambientes familiares?...

www://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/1124-google-street-view

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

GarniZÉ III

Semana passada tive que dar um pulo na cidade maravilhosa e acabei vendo e vivendo umas coisas engraçadas. Sabem aqueles restaurantes de R$ 1,00 com o apelido pomposo de restaurante “Garotinho”com bandejão, suco e sobremesa? Almocei lá. É o típico local onde se desamarrassem lá um antropólogo e um chimpanzé a conclusão de ambos seria a mesma talvez. Como um pseudo carioca ixperto, fui pá geral mermo, poxa! Só um realzinho mermão!
No outro dia pelo oficio, tive que ir pras bandas da Central do Brasil onde dentro da referida senti uma fadiga enorme ao duvidar se as pessoas estavam correndo, todas as pessoas. Duvida sanada por minha excelsa, sim, estavam correndo. É simplesmente estranho, pessoas semi-desesperadas correndo, parece que iriam atravessar nossos corpos. Mas o que realmente me chamou a atenção foi o trem. Comecei a lembrar dos conselhos de algumas pessoas sobre preferir o transporte coletivo, diminuindo o efeito estufa... alguns destes imbecis não sabem o que é ficar em pé quase duas horas num trem, confortavelmente socando a cacunda numa lixeira, vendo apenas braços suspensos suportando o corpo e ouvindo os vendedores ambulantes tentando garantir o pão de cada dia. Lamentei nosso pé-duro estar tão longe e também não conhecer o caminho onde estava, incomparável transporte próprio a coletivos!

Foto tirada do meu Made In China do vagão que estava

Boa parte dos bestas que dizem o mesmo blá blá blá referente ao dióxido de carbono nem sabem como rola o esquema quimicamente falando e ficam falando asneiras, mas sem despregarem o rabo de seus carros.
De volta a minha bucólica micropoles, me assustei ao ver o rostinho de minha filhota parecido com a lua maqueada com pó-de-arroz. Malditos pernilongos!E tá em quase toda cidade, como disse um cara da Funasa, o problema é físico e não químico, ou seja, tirar toda água empoçada, a mesma receita contra dengue. Só que na manhã de domingo 03/10 que me levanto vejo as ruas cobertas de colas de candidatos, panfletos, santinhos, capetinhas e toda desgraça que poderia sujar a cidade, entupir boeiros e gerar transtornos pra muita gente, principalmente para os garis. A tarde ainda deu uma chuvinha pra ajudar a grudar a papelada no chão (rs).
Só que depois, xingamos os órgãos responsáveis pela limpeza da cidade, rogamos por fumacê, levantamos as mãos para o céu, e clamamos a Jesus Cristo quando vem às enchentes ou nossos vasos sanitários parecem um chafariz.
Num dia importante para o país, em que seres bípedes que se distiguem da maioria dos animais que habitam a crosta – devido a inteligência, inteligência? -, e se auto intitulam superiores por suas escolhas de candidatos tudo com um clima envolvente de organização; dou bom dia a minha rua e até dentro do portão de minha casa a papéis no chão. Será este um dos significados de política?

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Joelhos

Nossa cultura machista é algo extremamente encantador! Nós homens, sempre podemos tudo – Paulo o apóstolo e Constantino que começaram a difundir umas cagadas assim- e somos capazes de tudo com uma perfeição incontestável. Enquanto o sexo frágil serve pra cuidar dos fiotes, da caverna e aumentar nossos níveis de prolactina e oxitocina em determinadas situações.
Mas como disse minha excelsa esposa, existe algo entre nossas pernas que nos tornam iguais - o joelho -. Acho que em algumas situações o sexo frágil até se sobressae melhor que nós, daí, se soubessemos um pouco mais de algumas coccitas ficaríamos mais na miúda e esculacharíamos menos.
Só de exemplo; Hitler, Mussolini, Pinochet, Idi Amin, Stálin, Mao... são fichinhas, exemplos de bons meninos perto de Erzsébet Báthory ou Elisabete. Os bons meninos exemplos em catequeses mandavam matar, castigar, torturar etc. A Betinha não, ela pegava o boi pelo chifre no popular, ela matava, castigava, torturava, com as próprias mãos, tudo com uma criatividade invejável pra quem ama sadismo. Dizem que em seu histórico tem mais ou menos 650 vítimas.
Atualmente rola a aversão masculina ao desejo à presidência dos seres que possuem o órgão reprodutor embutido, que choram atoa, que sangram por dias e não morrem.
Só que nossa terra verde-amarela, já foi administrada por uma mulher. Isto mesmo. Princesa Isabel (ou Dona Isabel A Redentora), tomou conta daqui durantes viagens que seu pai – Pedro II – fez ao exterior. Totalizando foram mais de 10 anos de regência da “Belinha” em que criou leis importantes como a Lei do Ventre Livre além de movimentos ocultos belíssimos como as insuspeitas camélias – batalha das flores.
Sem citar o destaque das costelas de Adão em outros campos como na ciência, Casal Lavoisier.
Não estou fazendo campanha pra nenhuma crente, sapatão ou vagabunda, é como dizia A. Jabour “na frente de um grande homem, existe uma grande mulher”.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Proibidão

Blasfêmia? Fim do mundo? Infanticídio de criancinhas? Roupas sendo lavadas com sangue e colares fabricados de vísceras humanas? Ou o pior de tudo o que eu poderia arriscar a imaginar; o Silvio Santos, Faustão e Luciana Gimenez juntos em um só programa? Que nada, tudo isto é fichinha, nada causou mais bafafá e tumultos que o clipe da Katy Perry na série Vila Sésamo. Primeiro os republicanos protestantes, agora segundo noticiou (http://oglobo.globo.com/cultura) até fãs da série no Rio também se manifestaram insatisfeitos com a participação da moça... “Você praticamente pode ver os seus seios. Maravilhoso para um programa infantil, ironizou um fã”. Confira aí o clipe:






Mas o que o cara queria? Uma vaca de langerie?Até se fosse um clipe da Cicciolina com aquele monstrengo do Alien, ao som da singela Satanás do Sarcófago, hummmm... Poderia ser questionado a meu ver.
Porque não censuram estes desenhos atuais em que aparecem umas heroínas que fazem qualquer moleque na faixa dos 13 anos, ir correndo pro banheiro “sapecar uma”?
Ou então porque não voltam a exibir desenhos clássicos estilo Hanna Barbera, Snoopy, Os Smurfs e parem com esta bubiça?
E outra, nosso país deve pegar muito pesado em relação à censura de corpos nus, bundas etc. A maldade existe onde quisermos vê-la. E eu amei de paixão aquela criancinha azul no balanço!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A vez das Magrelas

Quando criança e também na adolescência eu era “xonado” por uma bicicleta ou biscreta, adorava pedalar e me escalavrar por estradas, ruas, cercas, muros etc. Hoje, 22 de setembro li algumas matérias que no Rio, Beagá, São Paulo acontecia em vários pontos destas mobilizações de conscientização e incentivo para diminuir o uso de automóveis, tal evento é utilizada a magrela como meio de transporte, comemorando o Dia Mundial Sem Carro. O Dia Mundial Sem Carro, é um movimento que iniciou-se na Europa, no finalzinho do século 20, se espalhando pelo mundo difundindo o blá blá blá citado acima, meios de transporte sustentáveis, redução da poluição, tanto em grandes centros urbanos, como em rodovias. Quem vai pra Beagá no final de semana, sabe muito bem o inferno que é quando se aproxima de Ravena, Caeté por ali, inicia-se um engarrafamento dos diabos!Como não é novidade pra ninguém que japoneses, coreanos e todos que tem o zóim puxado e exprimido são tentados. A empresa Huashi Parking Equipment, conforme -http://economia.ig.com.br/empresas/infraestrutura/empresa+chinesa+cria+onibus+que+ajuda+a+diminuir+o+transito/n1237751676070.html- começou na China um projeto piloto de um veículo que promete diminuir até 30% os congestionamentos das cidades.



Com o nome de batismo de “Ônibus Expresso 3D, é a fusão do buzão e um trem que se move sobre trilhos, com seus quatro metros de altura e seis de largura, tem capacidade de transportar até 1,4 mil passageiros (o cobrador tá fudido), a uma velocidade máxima de 40 km/h, sendo considerado ambientalmente correto também, pois é movido a energia solar. A primeira cria, começará a circular em Mentougou – Pequim – em 2011. Aí teremos que fazer figuinhas e aguardar a fabricação destes troços/trem aqui. Agradeço o Aécio pela matéria enviada.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

“Arte Pela Arte”?

Admito, adoro humor negro! A Noiva Cadáver, A Fantástica Fábrica de Chocolate, Os Simpsons, até mesmo “Tô Feliz (Matei o Presidente)” são criações que nos fazem rir, prender nossa atenção ou soltar nossa imaginação prum lugar qualquer, nos fazendo questionar como alguém pode criar algo assim? Contradizendo o mel adicionado pelos Irmãos Grimm aos contos com gosto de jurubeba.
Agora; na 29ª Bienal de São Paulo o pernambucano Gil Vicente foi “o cara”, rebatendo até mesmo a OAB de São Paulo, por sua criatividade com carvão. Como já disse que não sei nada de arte, mas repito – adorei – a arte obscura do pernambucano, tá aí alguns de seus trabalhos, conforme publicado no http://oglobo.globo.com/cultura...

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Email que recebi...

" Tá " reclamando do Wellington Salgado? do Sarney? do Collor? Do Renan? do Palocci? do Jucá? do sapo barbudo? do Kassab? Do Arruda?
Brasileiro Reclama De Quê ? O brasileiro é assim:
1. - Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas.
2. - Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.
3. - Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração.
4. - Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura.
5. - Fala ao celular enquanto dirige.
6. -Trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento.
7. - Para em filas duplas, triplas em frente às escolas.
8. - Viola a lei do silêncio.
9. - Dirige após consumir bebida alcoólica.
10. - Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas.
11. - Espalha mesas, churrasqueira nas calçadas.
12. - Pega atestados médicos sem estar doente, só para faltar ao trabalho.
13. - Faz " gato " de luz, de água e de tv a cabo.
14. - Registra imóveis no cartório num valor abaixo do comprado, muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos.
15. - Compra recibo para abater na declaração do imposto de renda para pagar menos imposto. 16. - Muda a cor da pele para ingressar na universidade através do sistema de cotas.
17. - Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10 pede nota fiscal de 20.
18. - Comercializa objetos doados nessas campanhas de catástrofes.
19. - Estaciona em vagas exclusivas para deficientes.
20. - Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se fosse pouco rodado.
21. - Compra produtos pirata com a plena consciência de que são pirata.
22. - Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca.
23. - Diminui a idade do filho para que este passe por baixo da roleta do ônibus, sem pagar passagem.
24. - Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.
25. - Freqüenta os caça-níqueis e faz uma fezinha no jogo de bicho.
26. - Leva das empresas onde trabalha, pequenos objetos como clipes, envelopes, canetas, lápis.... como se isso não fosse roubo.
27. - Comercializa os vales-transporte e vales-refeição que recebe das empresas onde trabalha.
28. - Falsifica tudo, tudo mesmo... só não falsifica aquilo que ainda não foi inventado.
29. - Quando volta do exterior, nunca diz a verdade quando o fiscal aduaneiro pergunta o que traz na bagagem.
30. - Quando encontra algum objeto perdido, na maioria das vezes não devolve.
E quer que os políticos sejam honestos... Escandaliza-se com a farra das passagens aéreas... Esses políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo ou não? Brasileiro reclama de quê, afinal? E é a mais pura verdade, isso que é o pior! Então sugiro adotarmos uma mudança de comportamento, começando por nós mesmos, onde for necessário! Vamos dar o bom exemplo! Espalhe essa idéia! "Fala-se tanto da necessidade deixar um planeta melhor para os nossos filhos e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores (educados, honestos, dignos, éticos, responsáveis) para o nosso planeta, através dos nossos exemplos..."
E depois achamos estranho o Lula ter 80% de aprovação...
Encaminhei uma cópia deste email pra algumas pessoas com os dizeres "Pois é pessoal;Achei isto lindo, e faço campanha eleitoral pra quem nunca tiver praticado nenhum dos itens abaixo. Meter a lenha e/ou ficar encaminhando emails esculachando os politicos é fácil e cômodo demais, eu, como bom brasileiro pratico boa parte dos itens relacionados...somos pequenos demais!" Minha intenção não é fazer campanha eleitoral pra nenhum candidato ou detonar outros, o lance é que têm um bando de merdas que sei que fazem um monte de coisas e se acham no direito de mandar emais detonando os outros... Agradeço ao Zé Dionísio pelo email, e parabenizo a Andréia por ter lhe encaminhado a ele.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Comer, comer êêê...

Não me considero um numismático porque a quantidade de moedas que tenho não ultrapassa de quinhentas. Mas adoro todas de minha coleção e por um bom tempo ficava tentando entender aquelas com desenhos de cabeças de vaca e alguns ramos, galhos, árvores e tudo mais referente a alimentos, todas vinham escrito FAO (Food and Agriculture Organization) que era o que me deixava extremamente curioso. Essas que me refiro eram da década de 70 mais ou menos, tendo repeteco nas moedas de reais atualmente, em outros países também é possível encontrar tal sigla.
Bacana que agora a FAO, aportuguesando (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação) informou e tá em todos os sites que o número de famintos crônicos pelo mundo caiu 9,6%, diminuindo de 1,02 bilhão de pessoas que sofriam de fome crônica para 925 milhões atuais, em 15 anos, é a primeira vez que o número cai. Lógico que já é uma ótima noticia, mas o número de desnutridos ainda é preocupante e não podemos desconsiderar as mudanças climáticas que podem acabar com plantações inteiras e crises econômicas mundiais, haja visto que boa parte dos países tão nesta tal de globalização (G7, G8, G20...).
Mas como nós terráqueos somos um bando de pantasmas, é só melhorar as coisas um pouquinho que já começam a esbanjar, por estes dias uma “gagá” tava andando com um vestido feito de carne. Os colaboradores do blog comentaram..."Ah se ela cruzar nossos caminhos"!

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Nada de novo, de novo

Outro dia num papo com o Trindade no sofá lá em casa, dentre tantos assuntos, falamos de música e álbuns memoráveis como o clássico Panela do Diabo de Dom Raulzito e Marceleza, em especial a faixa Rock n´Roll da qual vira e mexe plagiamos a seguinte frase “debaixo do sol não há nada de novo, não seja bobo, meu rapaz”. E realmente acho que não há, veja se concordas comigo:
Átila (406-453) líder dos Hunos, já ganhava rios de ouro protegendo alguns impérios e seus habitantes, o que nos faz lembrar das milícias existentes hoje.
Amanhã farei umas compras pra uma lojinha que abriremos e já percebi como muitos perceberam que tudo hoje é da China, me fez lembrar Marco Pollo que foi o primeiro a fazer a Rota da Seda, ele e seu pai se esbaldaram em vender o tecido fino, mesmo porque naquela época acho que não existia iphones pra ele vender.
Outra; como eu fico encucado com essas portas de shopping que se abrem sozinhas quando nos aproximamos delas, por várias vezes já fiquei procurando o camaradinha escondido tocaiando minha aproximação. Realmente sou uma simples bucólica criatura. Heron de Alexandria 10 d.C. - 70 d.C. foi o “cara”, este lance de portas se abrirem sozinhas era um dos brinquedos dele em Alexandria, onde fazia portas de templos religiosos se abrirem como se fossem milagres, desta maneira atraia fiéis. Além da primeira máquina a vapor ser de autoria dele, o que a revolução industrial veio a desenvolver bemmmm depois. Vale a pena ler sobre Heron.
Agora; em relação ao 3D leiam e me ajudem a entender “Assisti a um momento importantíssimo do mundo: um instante decisivo de transição; uma etapa capital da evolução; o cinema indo além da linha e da superfície; chegando ao volume". O poeta Guilherme de Almeida assim saudava, em 1934, entusiasmado o surgimento da 3a. dimensão no cinema, a que assistira em casa do seu inventor, Sebastião Comparato, um italiano chegado ao Brasil com seis meses de idade e cujo maior orgulho era atribuir a invenção ao nosso país. Dois anos depois, já com patentes internacionais, Sebastião fez suas apresentações no Rio. Dezessete anos após essa exibição carioca, no antigo cinema metrópole, a 3D é anunciada, com estardalhaço, como última novidade do cinema norte-americano. Sebastião Comparato amargurado fecha o seu laboratório e não quer mais ouvir falar de cinema.”
Fontes do último parágrafo: http://www.almanackpaulistano.com.br/comparato.html e http://lepto.procc.fiocruz.br:8081/dic/verbetes/FACMEDCIRSP.htm

segunda-feira, 30 de agosto de 2010



GarniZÉ II


Snake. É uma música da banda The Jesus na Mary Chains que adoro, uma levadinha legal, meio tenra, muito bacana! The Jesus na Mary Chains significa algo como “Corrente de Jesus e Maria”, onde, corrente me faz lembrar das merdas de emails daquelas correntes bestas que enchem a caixa de entrada do meu correio eletrônico, como também enchem meu saco.
Não to dizendo que sou contra as correntes que as pessoas fazem, sejam elas sacras, correntes de tecido ou até mesmo...”a corrente mata gente, quem tem medo sai da frente” eita época boa!
Novamente o que faz minha nuca latejar são pessoas com conduta de vida pior que a minha, que ficam mandando emails com singelas mensagens de pureza, amor ao próximo etc, em algumas no final da mensagem aparece uma ou outra frase dizendo que a mensagem me foi enviada porque lembraram de mim. E embaixo aparece “mande esta mensagem para 7.842,31 pessoas e peça algo que será realizado em 15 minutos, se encaminhares para este mesmo número elevado a 32, seu pedido se realizará em 3 minutos. E TEM GENTE QUE FAZ ISTO ACREDITA?
PelamordeDeus! Será que todas as pessoas que enviam estas mensagens freqüentam alguma religião, seita, igreja, biblioteca, chá de panela, rinha de galo ou algo assim. Se freqüentam, será que não possuem fé o suficiente para não extrapolarem e se lançarem ao ridículo ? Ou será a pura hipocrisia o que me fez dar seqüência ao primeiro texto do mesmo título? Espero não continuar e já pensei que teria enormes dúvidas em digitar, por exemplo, 49 em algarismos romanos, já pensou GarniZÈ 49? Credo!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Bon voyage

Com o PIS/PASEP que minha esposa recebeu e mais alguns bicos que pretendo fazer, acho que dará pra fazermos uma viagem no final do ano, provavelmente não será para as praias capixabas, que é um local tão sagrado para alguns mineiros como as águas do rio Ganges para os indianos.
Também não será pra nenhuma Polinésia Francesa da vida, com direito a um cochilo numas das palafitas que existem em Bora Bora, o que custaria algo em torno de 30 mirreis.
Agora; já pensou em juntar algumas horas extras, o PIS/PASEP e o vale refeição e num feriado prolongado dar um pulinho em Marte?
Pois é, segundo o cada vez mais retraído Stephen Hawking (que é um dos mais importantes e populares cientistas de nosso tempo, que já ocupou a cadeira que poucos grandes nomes ocuparam como Issac Newton), disse em entrevista ao site Big Think, divulgada segunda-feira pela AFP que nosso futuro é o espaço. Ele não se referiu a morrer e ir pro céu. Foi algo mais ou menos assim “Estamos a entrar num período cada vez mais perigoso da nossa história", alertou. "A nossa população e o nosso uso dos recursos finitos do planeta Terra estão a crescer exponencialmente, em simultâneo com a nossa capacidade técnica para mudar o ambiente para o bem ou para o mal. Temos feito progressos notáveis nos últimos 100 anos. Mas se queremos continuar nos próximos 100, o nosso futuro está no espaço." Em outro momento disse “A raça humana não deveria ter todos os seus ovos no mesmo cesto, ou num único planeta.”
Para Robert Zubrin, (conforme matéria do site Terra Maganize que cita um texto de Antonio Luiz Monteiro Coelho da Costa) engenheiro aeronáutico da NASA, um equipamento capaz de enviar 24 pessoas para Marte custaria em torno de US$ 1 bilhão, mais ou menos US$ 40 milhões por pessoa. Com quatro lançamentos anuais haveria uma população de 10 mil habitantes em quarenta anos. E para que a nave que fizer o caminho não voltasse de poltronas vazias, poderia trazer metais raros, deutério e uma vasta variedade de hidrogênio para refrigerar reatores nucleares aqui no planeta azul.
Mas porque Marte? Porque Marte tem mais a cara da Terra e há indícios de água lá. Tudo bem que isto não seria da noite pro dia, pois a vida seria em bases subterrâneas pressurizadas, e o cultivo de alimentos seria inicialmente em estufas. A fina atmosfera marciana deveria ser “engrossada”, a água deveria ser reciclada além do transporte de bactérias para ajudar nos processos de fotossínteses e nitrogenação do solo etc. Claro que isto não chega a ser o mínimo que deve ser feito pra começar um projeto de casas populares marcianas, sem direito a invasão do MST.
E claro que mesmo levando uma vida saudável sei que não precisarei comprar Dramin para uma viagem desta, mas desejaria que não fosse preciso as futuras gerações serem obrigadas a viver em outro planeta, principalmente por autodestruição.

terça-feira, 10 de agosto de 2010


Credibilidade?
Outro dia lendo uma matéria dum jornal aí, me chamou a atenção a identificação do autor sendo “mestre em não sei o que, especialista em não me lembro o que, doutorando em qualquer coisa e colaborador do jornal que lia”.
Questionei se ele estava expondo suas idéias, ou apresentando seu currículo. A resposta que tive que era para dar maior credibilidade ao texto.
E outro dia vi um anuncio que o “Rapaz com Cachimbo” de Picasso, havia deixado de ser a obra mais cara do mundo, perdendo o posto para "L'Homme Qui Marche" (O homem que caminha) de Alberto Giacometti, nada-nada pela mixaria de 74,2 milhões de euros, veja a cotação do euro calcule quanto dá em reais e me conte. Pois é, além dos dois citados acima tem Jackson Pollock, Gustav Klimt, Vincent van Gogh, Portinari, Da Vinci, Michelangelo, Monet e mais alguns que suas obras são as mais caras do mundo. Eu não entendo titica nenhuma de artes, dizem que algumas retratam revoluções, momentos sacros, angustias pessoais etc. Mas será que o valor é pela obra em si, ou pela assinatura de seu criador? Se for pela assinatura os primatas foram infelizes por não assinarem suas pinturas rupestres, digo o mesmo pro sujeito que descobriu como fazer o “O” na areia apenas se sentando.
Esta aí é a minha árvore, ela representa a transcendência psicodélica natural do tempo, ou seja, falta de serviço minha. Questiono se eu fosse um artista de renome, com uma indumentária extravagante, provido de um vocabulário abstratíssimo e uma barbicha metódica e horrorosa se ela não valeria alguns trocados ao invés de tá dentro de uma caixa de papelão no meu terraço. (rs).

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Quando será?
Sem me referir ao André que corta meu cabelo, barbeiro era o outro nome dado ao instrumento para medir a pressão atmosférica, também conhecido como barômetro. Em qualquer site de pesquisa encontra-se informações sobre o mesmo também sobre seu inventor Evangelista Torricelli, que tendo em mãos o barômetro - não o André – que é um tubo de vidro cheio de mercúrio conseguiu medir a pressão atmosférica no que deu pra calcular o peso do ar sobre nossos cocos, considerando as variações do Mar Morto ao Everest.
No entanto, nem Torricelli, o André, ou qualquer que seja a bugiganga de medir pressão consegue analisar a pressão exercida sobre nós por pessoas inconvenientes.
É um inferno! Não respeitam o tempo de ninguém seja ele biológico ou de bel-prazer, de fazermos aquilo que temos vontade. É a pressão exercida por inconvenientes. (PEI). Vou exemplificar:
Como já disse que sou mega lerdo, me lembro apenas a partir dos meus áureos dezoito anos por aí, quando me pressionavam se eu ia namorar ou ficar pra titio, na maioria das vezes com teor de dúvida referente minha opção sexual. Beleza! Comecei a namorar, aí a pressão era quando eu iria noivar, pois não poderia enrolar “fia dos zotrô”. Noivei. A partir daí foram os clichês horríveis quando íamos a algum casamento do tipo; Tá vendo como é né? E o seus vai ser quando? O próximo é o seu? Casei. Depois da pressão do casamento suprimida com o mesmo, veio a pressão de quando iríamos arrumar filhos, novamente os clichês...Ufa! Temos uma filha agora. Paralelo ao desenvolvimento de minha filhota que indiretamente vem sofrendo pressões; O umbiguinho já caiu? Ela já tá andando? Já nasceu dentinho? Vieram também; Vão arrumar outro quando? Criança sozinha não pode crescer só hein? Não demorem para arrumar outro viu, vocês ficarão velhos e blá, blá blá. Como ainda não cheguei a andropausa não quero nem pensar o que ouvirei.
E como um chefe que tive que sempre dizia o jargão “quem trabalha sobre pressão é pistão de carro”, e sabendo que a força motriz do motor de um automóvel é a conversão do movimento alternativo do pistão pela biela, será que terei que procurar o virabrequim da minha filhota para que ela comece a andar?

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

PARABÉNS!!!

A esta altura os deuses já devem estar bêbados, os anjos fedendo fumaça e com as asas cheias de gordura de churrasco, enquanto isto, o diabo tenta sem sucesso, extorquir São Pedro para entrar lhe oferecendo um “esquema” com a Marilyn Monroe, Mãe West ou Carmen Miranda. É festa no céu, É ANIVERSÁRIO DO PAI! (03/08).

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Anunciando Boas Novas
Eu sempre fui uma anta se tratando de brinquedos e jogos. O único jogo que sei mais ou menos é o popular carteado BURRO, mas estou fazendo um curso à distância para aprender a jogar BURRO EM PÉ.
Ganhei um brinquedo uma vez que era de montar um castelo, mas não conseguia empilhar mais que três peças, era da LEGO, que significa “brinca bem”. Lendo uma matéria referente tal empresa outro dia, consta que ela surgiu em meados da década de 40, o que difere de informações da net que diz que é meados de 50. O inventor dos bloquinhos de madeira era um marceneiro. E à medida que tudo evoluía a empresa fazia o mesmo, hoje, segundo o administrador – um cara de 39 anos que parece ter 50 - o objetivo da empresa com o brinquedo vai além de diversão, pois ajuda na percepção de espaço e inicialização de conceitos básicos de robótica.
E outro dia recebi um email de uma amiga com anexo da revista da Turma da Mônica, intitulada “UMA HISTÓRIA QUE PRECISA TER FIM”, retrata um dos amiguinhos da turma que começa a se envolver com um pessoal barra pesada.
Fiquei muito feliz ao ver estes dois ideais focados para crianças, lógico que existem outros vários como o Cubo Mágico, Banco Imobiliário e por aí vai.
Sinto falta do tempo que tínhamos que construir boa parte de nossos brinquedos, mesmo eu não sabendo fabricar os meus. Dos desenhos como He-Man, Os Smurfs, Zé Colméia, Manda-Chuva, Ursinhos Carinhos (ops! Este era legal, mas eu não assistia) e tantos outros que mesmo exibindo violência, era de uma maneira muita mais pura e dócil que os desenhos e brinquedos atuais que não possuem nenhum ensinamento também.
Claro que ver o Wakko do Animaniacs cantando uma ópera após beber soda de limão me marcou tanto como no dia que fiz a 1ª comunhão. E ainda troco qualquer evento social para rever um episódio da Caverna do Dragão.
No entanto, os meios de comunicação poderiam aproveitar o tempo e o espaço para injetarem conhecimento, ética e mais um mói de coisas para ajudar a melhorar a formação individual.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Vou matar meu arroz

Arroz - Dicionário Houaiss: erva ereta de até 1 metro (Oryza Sativa) da família das gramíneas, com flores em espiguetas e cariopses coriáceas, prov. de origem asiática e cultivada há mais de 5.000 anos, com inúmeras variedades, pelos grãos, que constituem na dieta básica de grande parte da população mundial, esp. da Ásia; mepunga (MOÇ); zoro (MOÇ).
Arroz – Definição que ouvia na faculdade: aquele cara que grudava nas moças e saia agarrado a elas pelos corredores. Um sujeito que não se importa se elas têm compromisso ou não. Também não se importa com o próprio nariz. Não é homem pra chegar em ninguém, é sempre ultraextremohipermega educado com elas, e sonha em um dia namorar com qualquer uma que ele se esfrega. Esta definição não possui feminino, no entanto, alguns põem em xeque sua masculinidade.
Agora esqueçamos o arroz da segunda definição e nos ateremos ao primeiro.
O Departamento de Nutrição da Harvard School of Public Health, publicou em 14 de junho que o processo de “limpeza” do arroz, que o transforma de integral para branco, aumenta o índice glicêmico do grão (medida da capacidade de um carboidrato de elevar a quantidade de açúcar no sangue). O que não nos fará dizer – supimpa que novidade ótima! Pois mais de 70% do arroz consumido é do branquinho, o que aumenta o risco do diabetes tipo 2. Seu companheiro feijão também tem lá seus contras, neste link http://www.ufpel.tche.br/faem/agrociencia/v1n1/artigo2.pdf, indica que ele é usado para matar ratos.
E o que dizer da expressão “da fruta que você gosta eu chupo até os caroços”? Cuidado! Pois além da mandioca a semente da maçã também contém cianureto que extremamente tóxico. Claro que comer uma maçã inteira não vai matar ninguém, mas sugere-se evitar sempre as sementes.
Outra desgraça a nossa infância é a mamona que pode ser encontrada facilmente em qualquer parte, a semente possui uma proteína chamada de ricina que é extremamente venenosa, já o óleo de mamona é adicionado a balas, chocolates e demais guloseimas, isto é o que dizem alguns sites. No entanto, o bendito óleo não possui ricina. Os hebreus e os egípcios já conheciam a letalidade desta proteína, e há poucos anos vi um sujeito indicando chá de folha de mamona contra bambeza nas pernas. “Perdoe-os Pai”.
Agora a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estabelece novas regras para a propaganda de bebidas com baixo teor nutricional e de alimentos com elevadas quantidades de açúcar, gordura saturada ou trans e de sódio. Muita gente não sabe que o sódio, por exemplo, aumenta o risco de pressão alta e problemas cardíacos, no popular, ele engrossa o sangue. Então haja força no coração pra bombear sangue grosso e veias... Observe nos xampus, geralmente o que possui mais sódio é mais cremoso.
Está enganado quem pensa que esta preocupação referente à alimentação chamou a atenção da mídia apenas nos últimos anos, a edição da VEJA n° 514 de 12/07/78 - mesmo ano do lançamento do filme “O Ataque dos Tomates Assassinos” - traz uma matéria referente os perigos da mesa, a partir da página 82 fala se de carne suína, condicionamento de alimentos, utopia da agricultura sem agrotóxicos etc., tanto que a capa já é abordando o assunto.
E tem gente que se preocupa apenas em não engordar.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Alencar vota na Dilma?

"Artigo publicado no site oficial da CNBB, d. Luiz Gonzaga Bergonzini recomendou a todos a todos os fiéis que não votem em Dilma e em nenhum candidato petista por considerar o PT favorável ao aborto"



Enquanto isto...


Vice presidente Highlander tem filha de 55 anos em Caratinga

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Parentes. Oh Raça!

“Você é a ovelha negra da família...” como Pais e Filhos, Malandragem e Chão de Giz, Ovelha Negra da Rita Lee, tá presente na maioria dos repertórios de acústicos de barzinho.
Infelizmente todos nós temos uma, ou umas, ovelha negra na família, ou somos a própria.Há quem diga que é devido à má criação, excesso de carinho, falta de estrutura familiar e outros motivos.
Mas segundo reportagem do jornal britânico Sunday Times (BBC Brasil), o professor Svante Paabo, do Max Planck Institute de Leipzig, apresentou uma matéria mostrando que todos os humanos, exceto os de ancestralidade puramente africana, tem seu DNA de 1% a 4% de elementos genéticos de Neandertais, ou seja, rolou um affair e aquele climão gostoso nas savanas africanas. Foi um estudo de quatro anos que desvendou o genoma e encontrou traços da genética Neandertal em populações européias, asiáticas e da Oceania.
Mas também pudera, em outra matéria do mesmo site diz que pesquisadores encontraram evidências que os Neandertais eram vaidosos, pintavam o corpo e usavam bijuterias, a nada menos que 50 mil anos. Após encontrarem conchas contendo resíduos de pigmentos, supõe se que eles as usavam como estojo de maquiagens, sendo também utilizada como bijuterias.
Já imaginaram um Primate African Fashion Week, com uma neandertalzinha cheia de conchas e caramujos pelo corpo, com pinturas à base de manganês, e demais cores provenientes de sedimentos de rochas e plantas? Se ela tivesse o hábito de mascar Erva Cidreira, Manjericão, Tanchagem e Hortelã Pimenta para evitar o mau hálito e os cabelos lambuzados de Babosa, talvez fizesse um Homo Sapiens imitar um Erectus.
Porém, sabemos como a convivência é difícil, tanto entre parentes como em relacionamentos, tanto que assim Steven Churchill, professor associado de antropologia evolucionária na Universidade de Duke da Carolina do Norte, indica que um homem de Neandertal pode ter sido morto por humanos modernos em um confronto ocorrido há mais de 50 mil anos. Abrindo brecha para suspeitas do extermínio da espécie.
Restamos saber quem é mais troglodita, os Neandertais ou nós, se a ovelha negra é por parte dos humanos ou dos extintos mamíferos bípede. Será que os castigos dados aos filhos, as promessas e sacrifícios para que não pratiquemos tal ato, as notas insuficientes no colégio, ultrapassagens perigosas, a detonação com o planeta, não tem haver com genética não? "Ou talvez alguns de seus comportamentos é porque estão evoluindo para uma criatura ridiculamente estúpida" completou este trio aí .

quarta-feira, 14 de julho de 2010


GarniZÉ

Minha nuca chega a latejar do tanto que minha pressão sobe diante de tanta hipocrisia. É uma das coisas que mais odeio. Posso falar porque não sou boa bisca.
Vira e mexe vemos pessoas com discursos lindos, palavras aveludadas de amor e compreensão, caridade, amor ao próximo e toda esta lengalenga que deixaria qualquer bom samaritano morrendo de inveja.
Já ouviram falar em Ted Haggard, conhecidos por suas ovelhinhas como Pastor Ted? Ele é o fundador da igreja New Life Church e sendo considerado um dos 25 lideres mais influentes dos EUA deixou seus fiéis com as calças na mão, após ser acusado de ter um relacionamento homossexual -sem calças- com um camarada lá, um tal de Mike Jones. O curioso é que o reverendo Ted era um dos principais ícones da luta contra a homologação do casamento homossexual e demais putaria nos Estados Unidos.
Esquecendo os ianques, aconteceu um fato aqui na minha microscópica cidade com um amigo que vamos chamá-lo de “Zé”, um nome bem incomum não é? Pois bem, destinado a aumentar a renda ele tirou férias de seu trampo e foi pra lavoura de café, é isto mesmo, panhar café, comer em marmita, mosquitos, marimbondos, orvalho, muuuito orvalho pela manhã, nódia nas mãos, etc.. Então todos os dias o filho de Deus em questão ficava esperando o buzão, ele e mais uma turma de indivíduos. E até a hora de embarcarem pra mais um dia árduo, passavam alguns corpos ocos, sendo que alguns desses corpos são de pessoas amicíssimas do “Zé”, pessoas chegadas mesmo. Mas só que estas pessoas não cumprimentavam o “Zé”, alguns arriscavam apenas uma olhadinha com o rabo do “zói”, outros nem isto. Por quê? Por que o “Zé” tava com uma turma adjetivada por ele mesmo de “não influentes na sociedade”? Perguntei a três mentes brilhantes de uma sapiência sem igual que conheço e vos apresento e “disseram” que quem ignorou o “Zé” são IGNORANTES, pobres de espíritos, substratos de pó de bosta.
Imagino que estes ocados não conseguem manter um bom papo com o “Zé” oscilando de C. Monet, passando por Clarice Lispector, findando em Ilariê da Xuxa interpretada por Gal Costa. É meu xapa! O “Zé” manja bem de muitas coisas, as festas que ele costuma freqüentar variam de festinhas americanas em terraços, em que a bebida mais xique é Pau na Coxa feito com vinho Sangue de Boi, a momentos sociais elitizados com a nata, a gema da sociedade, onde ele é equivalente a maioria em nível cultural.
Fiquei sabendo o nome de duas das várias pessoas que fizeram o mesmo papelão, uma eu conheço, a outra me arrependi amargamente de conhecer (cocoricós). Ambas têm o mesmo discurso lindo! Preenchem os requisitos da estrutura do objeto funcional social, e só pra completar, aquele que me chicoteio até hoje por ter conhecido, vira e mexe dá cagada e limpa com a bosta, tsc!




segunda-feira, 12 de julho de 2010


PARABÉNS!!!

Dizem que política, religião e futebol não se discute, então me recuso a esticar o assunto, pois, pra mim essas três coisas não representam a ínfima parte mais desprezível do aniversariante que me refiro. Mais que um estilo musical, uma ideologia de vida.
PARABÉNS ROCK AND ROLL! (13/07)

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Tadinhos!
Um dos maiores traumas que carrego desde minha infância é a morte do Ce e do Ci. Quem tem mais de 30 anos sabe do que falo; Ca, ce, ci, co - “não o CE e o Ci morreram”-, falava a professora sempre que pronunciávamos a família do Ca. Isto mesmo os dois fofinhos filhotes morreram. Acho que é por isto que adoro cães, apesar do trauma.
Por outro lado já fui aprendendo como a vida é dura, o que é perder e o peso de cada fardo, de cada dia. Mesmo sendo enganado por um bom tempo com as falsas historinhas da Chapeuzinho Vermelho, Branca de Neve etc.
Pelo que parece, as coisas só pioraram. As historinhas ainda continuam, as criancinhas se afundando cada vez mais em mundinhos cheios de fantasia, crescendo com a idéia de que tudo é bom e fácil. Até as musiquinhas mudaram, hoje não é “Atirei o pau no gato-to”. No meu tempo era “atirei”, era sagrado brigas depois da aula, tinha uma turminha que comiam na pedra cachorros, pessoas, cabritas e também como o deus Pã fazia. Não to dizendo que sou a favor do vandalismo infantil, mas de certa forma vivíamos uma realidade mais dura e fazíamos com que os outros também vivessem a mesma. Hoje quando vão pra escola nem a própria mochilinha as crianças carregam, os pais já se encarregam disto, talvez tirando um dos primeiros “fardos” que ela irá enfrentar pela vida.
O existencialismo de Sartre e outros filósofos, deveria nos ser ensinado desde os primeiros anos na escola para sabermos quanto é difícil a vida; que nem toda roupa que vemos num manequim ficará bonita em nosso corpo, porque a anatomia corporal dele é diferente da nossa, que o xampu que aparece no comercial não deixará seus cabelos sedosos e macios, que a cerveja que injetas no bar não o deixará rodeado de mulheres bonitas, que a estereotipagem cotidiana de vida que é apresentado nas novelas não é verdade - pra começar nem praia tem por aqui-, que mesmo com a banalização do “um milhão” ganho com facilidade com uma mensagem de celular, resposta simples de uma pergunta ou adivinhar um segredinho não ganharemos fácil este dinheiro, que o chocolate diet contem mais gordura para manter-se cremoso, que dependendo do problema as palavras fortalecedoras e de conforto ditas por outros não vão resolver o problema, e as vezes nem mesmo seu esforço e amuletos resolvem.
Aí vêm as depressões, frustrações e as maneiras mais doloridas de aprender ou ao menos aceitar a vida, visitas de igreja a botecos, a psiquiatras, psicólogos, miligramas e miligramas de qualquer coisa que nos indicam pra vivermos dopados e vermos nossos elefantes brancos (problemas) se transformando em camundonguinhos brancos. Tudo em vão!
Ninguém é implacável, imbatível, super. Eu já escondi de mim embaixo da cama, morro de medo de baratas e do Silvio Santos, mas como disse Sartre uma vez “Todos os homens têm medo. Quem não tem medo não é normal; isso nada tem a ver com a coragem.”
Related Posts with Thumbnails